PSPE
PSPE
13 Nov
A recuperação dos habitats marinhos é importante no combate às alterações climáticas

A recuperação dos habitats marinhos é importante no combate às alterações climáticas

As zonas costeiras prestam um serviço ecológico “fundamental” ao planeta, afirmou, na sessão plenária de Estrasburgo, Ricardo Serrão Santos. O deputado defendeu que a União Europeia deverá “melhorar o conhecimento e acompanhamento” das zonas costeiras, mas também de outras espécies chave e cruciais para a conservação e preservação dos habitats marinhos.

 

“A União Europeia tem investido de forma importante no financiamento de estudos científicos e programas de conservação e recuperação do ambiente marinho, no entanto num artigo da Revista Nature é estimado que nos últimos 50 anos houve uma redução de 34% dos prados de erva marinha no Mediterrâneo”, exemplificou o deputado.

 

São os habitats marinhos costeiros aqueles que “se encontram mais ameaçados pela ação do Homem, seja pela sua proximidade, seja porque são estes os primeiros locais a receber a influência das atividades realizadas em terra”, explicou Ricardo Serrão Santos.

 

O caso das áreas costeiras pouco profundas com algas e ervas marinhas é apenas um exemplo de “como a perturbação do ambiente marinho, pode ter impactos significativos para todo um ecossistema, pelo que é de crucial importância o acompanhamento da evolução de espécies chave”, sustentou.

 

Os habitats marinhos costeiros são fundamentais para a conversão de dióxido de carbono em oxigénio.

 
 
 

Inscreva-se e receba notícias dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu