PSPE
PSPE
14 Nov
Ana Gomes: “Precisamos de harmonização e transparência fiscal na UE”

Ana Gomes: “Precisamos de harmonização e transparência fiscal na UE”

Os Paradise Papers vieram expor como “são espezinhados por governos, políticos e profissionais capturados pela indústria da evasão e fraude” os direitos humanos e a justiça social. Ana Gomes defendeu durante a sessão plenária de Estrasburgo que “precisamos de ter acesso público aos registos dos beneficiários efetivos e das empresas e trusts estabelecidas na União Europeia”.

 

Ao intervir no debate sobre os Paradise Papers, a deputada constatou que “o trabalho legislativo deste Parlamento Europeu, para tornar ilegais práticas ditas legais, é bloqueado por Estados-Membros no Conselho que servem os interesses dos evasores fiscais e branqueadores de capitais” e exemplicou: “após sete meses de negociações sobre a diretiva anti-branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo, tudo continua vergonhosamente bloqueada no Conselho”.

 

Ana Gomes sugere a harmonização e transparência fiscal na União Europeia e a divulgação da lista de países não cooperantes com sanções dissuasoras.

 
 
 

Inscreva-se e receba notícias dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu