PSPE
PSPE
30 Jan
Integração da comunidade cigana exige esforço transversal

Integração da comunidade cigana exige esforço transversal

A falta de integração por inação junto das comunidades ciganas “é o fortalecimento dos salvinistas do racismo e da xenofobia que ameaçam destruir a Europa”, afirmou Ana Gomes ao intervir, na sessão plenária de Bruxelas, no debate sobre a integração do povo roma.

 

“A integração da comunidade cigana exige um esforço transversal na educação, na saúde, na habitação, no trabalho. Não se pode continuar a deixar na marginalidade invisível, escondida”, argumentou.

 

A deputada considera “um instrumento crucial” o quadro europeu para as estratégias nacionais de integração do povo roma de forma “a dar incentivos e capacitar as mulheres ciganas para liderarem a mudança, financiar as ONG’s e dar voz à comunidade”.

 

Agir junto dos media “para este combate, para mostrarem casos de sucesso, projetos de integração nas escolas, nos bairros, no trabalho”, é essencial para dar “confiança à comunidade e quebrar a barreira da discriminação e do esquecimento que persiste”.

 
 
 

Inscreva-se e receba notícias dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu