PSPE
PSPE
12 Mar
Deputados propõem regime europeu de sanções por violações dos direitos humanos

Deputados propõem regime europeu de sanções por violações dos direitos humanos

A União Europeia deverá adotar legislação que estabeleça a ligação entre corrupção e violação dos direitos humanos defenderam os deputados socialistas portugueses ao intervir durante a sessão de Estrasburgo.

 

Exigência crucial numa altura em que muitos dos nossos governos parecem reféns de governos oligárquicos, corruptos e violadores dos direitos humanos, de Moscovo a Pequim e de Riade a Washington na era Trump”, afirmou Ana Gomes.

 

Francisco Assis considerou a União Europeia o “posto avançado da causa dos direitos humanos no mundo”, sendo necessário ir mais além da pressão diplomática.

 

Uma dissuasão eficaz tem de ir além da pressão diplomática e passar pela aplicação de sanções. É por isso que um reforço do regime de sanções da União Europeia, tornando-as mais consequentes, mais direcionadas e mais flexíveis, é um passo muito importante para a consolidação da Europa”, disse.   

 

A Europa precisa de “uma proposta concreta” sublinhou Liliana Rodrigues. A deputada defendeu que a União Europeia precisa de demonstrar “determinação e estabelecer uma lei que não compactuo” com aqueles que não respeitam a dignidade humana.

 

Não pode haver qualquer impunidade para aqueles que perseguem povos, para aqueles que exterminam em nome da religião, para os traficantes de pessoas e armas, para os exploradores sexuais ou para os assassinos de jornalistas”, argumentou.

 
 
 

Inscreva-se e receba notícias dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu