Liberdade de imprensa exige construção e vigilância

Liberdade de imprensa exige construção e vigilância 24.11.2020

Isabel Santos considera “obrigação” da União Europeia, “no diálogo e cooperação” com países terceiros e no quadro multilateral, “combater a impunidade e construir ferramentas que ajudem a proteger o direito dos jornalistas a falarem verdade diante dos diversos poderes, a investigarem abusos e contribuírem para o debate público.” Durante o debate parlamentar, a deputada recordou que os jornalistas também asseguram “o direito dos cidadãos a terem acesso a informação fidedigna”. A liberdade de imprensa, destacou Isabel Santos, “exige uma construção e vigilância permanentes, na proteção daqueles que por ela lutam e na punição dos que a pretendem destruir.” De acordo com o Observatório da UNESCO sobre jornalistas assassinados, na última década, foram mortos mil profissionais.

 

 

Política comercial dever ser progressista

Política comercial deve ser progressista 24.11.2020

Margarida Marques entende que a crise pandémica expôs as limitações da política comercial e que “ela deve ser progressista e ter uma capacidade prospetiva que permita responder à incerteza e ao futuro.” A deputada interveio no debate parlamentar sobre política comercial que decorreu durante a sessão plenária de Bruxelas. “Não nos podemos ficar pelas intenções”, adverte a deputada que defende a capacitação da União Europeia no sentido de “agir de forma sustentável e resiliente”.

 

 

Eleições europeias de 2019 foram as mais participadas de sempre

Eleições europeias de 2019 foram as mais participadas de sempre 24.11.2020

As eleições europeias de 2019 contaram “com uma extraordinária participação dos jovens” e foram as “mais participadas dos últimos 20 anos” disse Pedro Silva Pereira na sessão plenária de Bruxelas ao participar no debate parlamentar destinado a analisar o relatório sobre o ato eleitoral. “Esta avaliação não pretende ser uma avaliação política das escolhas democráticas do povo porque essas todos temos de as respeitar, trata-se de avaliar o funcionamento do nosso processo eleitoral”, comentou o deputado.

 

 

Crise não é pretexto para reverter reformas

Crise não é pretexto para reverter reformas 23.11.2020

A crise não deve ser motivo “para se avançar com reformas estruturais ou reverter as reformas corretas feitas no passado de proteção dos consumidores e dos investidores europeus”, afirmou Pedro Marques no debate parlamentar sobre mercados de instrumentos financeiros. O deputado salientou que os Socialistas e Democratas (S&D) nunca regatearam esforços para resolver problemas concretos de financiamento, da colocação de melhores condições de capital para que os bancos pudessem apoiar a economia e enfrentrar a pandemia desde o início.

 

 

Nova agenda do consumidor, o update legislativo

Nova agenda do consumidor, o update legislativo 23.11.2020

A nova agenda do consumidor “deve ser uma espécie de software update da atual legislação, que a deixe sem bugs, que a torne smart e adequada a uma proteção efetiva do consumidor” numa economia “que desejamos sustentável e que sabemos será cada vez mais digital” afirmou Maria Manuel Leitão Marques durante a sessão plenária de Bruxelas. No debate parlamentar destinado à nova agenda do consumidor, a deputada sustentou que o documento “deve servir para dar aos consumidores e quem os representa as mesma armas que dispõem as plataformas e outros prestadores de serviços “.