Liberdade de imprensa exige construção e vigilância

Liberdade de imprensa exige construção e vigilância

24.11.2020

Isabel Santos considera “obrigação” da União Europeia, “no diálogo e cooperação” com países terceiros e no quadro multilateral, “combater a impunidade e construir ferramentas que ajudem a proteger o direito dos jornalistas a falarem verdade diante dos diversos poderes, a investigarem abusos e contribuírem para o debate público.”

Durante o debate parlamentar, a deputada recordou que os jornalistas também asseguram “o direito dos cidadãos a terem acesso a informação fidedigna”. A liberdade de imprensa, destacou Isabel Santos, “exige uma construção e vigilância permanentes, na proteção daqueles que por ela lutam e na punição dos que a pretendem destruir.”

De acordo com o Observatório da UNESCO sobre jornalistas assassinados, na última década, foram mortos mil profissionais. Este ano a Plataforma do Conselho da Europa para a promoção da proteção e da segurança dos jornalistas emitiu mais de 180 alertas em 31 países.