Parceria multilateral entre iguais

Parceria multilateral entre iguais

24.03.2021

A União Europeia e a União Africana perfilham a aposta “numa globalização justa e multilateral”, sustentou Carlos Zorrinho ao intervir no debate sobre a estratégia para uma nova parceria Europa/África. O relatório em debate, de que foi relator sombra em representação do Grupo S&D, “reforça essa visão e posiciona o Parlamento Europeu como um ator determinante na definição da parceria entre iguais a estabelecer na cimeira UE-África”.

De acordo com o deputado, os dois continentes “devem libertar-se da relação doador-beneficiário, criando condições para que cooperem não apenas como iguais na vontade e na soberania, mas também nas condições objetivas de capacitação e qualificação”, refletindo-se em “parcerias que estruturam a estratégia”, como sejam as “da transição ecológica e o acesso à energia,  da transformação digital, para o crescimento sustentável e o emprego, da  paz e da governação, para a migração e a mobilidade.”

As relações políticas e económicas, segundo o também Presidente da Assembleia Paritária UE/ACP, “devem basear-se na igualdade e na partilha de valores como o respeito pelo Estado de direito, pela democracia e pelos direitos humanos, e numa vontade genuína de construir relações duradouras”.

O documento “traça um caminho de decência e dignidade nas relações internacionais, por uma parceria multilateral e entre iguais e por um futuro melhor para os povos africanos e europeus”.